Sindicato Nacional dos Trabalhadores
em Atividades Subaquáticas e Afins
Na designação da nossa missão, só temos como opção a vitória!

Companheiros:

Relatamos em expedientes anteriores que a Presidência do Siemasa, endosssado pela Companhia Fugro, a todo instante cria obstáculos para a assinatura da C.C.T. 2014/2015, com os pagamentos retroativos, por conta da melhora da redação da cláusula (tempo de permanência do mergulhador saturado x desembarque).

O Sintasa está proporcionando oportunidade de qualificação profissional a baixo custo em parceria com a empresa especializada em formação, a Underwater.
 
O Sindicato inclusive estará  arcando com percentual de cada inscrição para deixar mais acessível e aptos a serem frequentados por todos interessados.

Por diversas ocasiões a Direção do SINTASA expediu expedientes relatando a nossa incapacidade negocial de forma solitária (sem o apoio da classe).

                                   Enquanto há a dispersão da classe por conta de leviandades praticadas contra todo o segmento (nota: as alegações são as mais estapafúrdias contra a Diretoria) as empresas do setor estão se beneficiando e criando um dos piores quadros contra os trabalhadores financiados pelo Sindicato das Empresas - SIEMASA – e endossado arduamente pelo Ministério Público do Trabalho, pelo menos aqui do Estado do Rio de Janeiro, quando faz com que paremos os nossos trabalhos em favor da categoria para a demonstração de documentos já vistos e revistos por eles.

Uma megarreserva de petróleo em águas profundas, no pré-sal da Bacia de Santos, foi descoberta pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A área, localizada no litoral de São Paulo, tem características e volume similares às da principal área produtora no País, o campo de Lula, que possui reserva provada de 5 bilhões a 8 bilhões de barris de óleo. A agência cogitou incluir a área, que está fora da região regulada pelo modelo de partilha, no próximo leilão de concessões, que acontecerá no dia 7 de outubro, mas a ideia foi vetada pelo governo federal.