Sindicato Nacional dos Trabalhadores
em Atividades Subaquáticas e Afins
Na designação da nossa missão, só temos como opção a vitória!
Default Image

  a) Sistema de Mergulho: É o conjunto de equipamentos, móvel ou fixo, devidamente certificado pela entidade classificadora, reconhecida pela Autoridade Marítima, necessários para a execução das operações submersas, rasas ou fundas, onde abrange o sino de mergulho, aberto e fechado, sinete, câmara hiperbárica e todos os equipamentos necessários para cada modalidade de mergulho, a fim de realizá-lo com segurança. São eles:

  b) Sistema de mergulho fixo: É o conjunto de equipamentos necessários à execução de operações de mergulho, dentro das normas de segurança, instalado de forma permanente em navios, plataformas ou em outras estruturas, flutuantes ou não; 

 

Sistema de mergulho móvel: É o conjunto de equipamentos necessários à execução de operações de mergulho, dentro das normas de segurança, que pode ser instalado de forma provisória e, que por suas características, pode ser facilmente movimentado para outro local, utilizado em navios, plataformas ou em outras estruturas, flutuantes ou não; 

 

Sistema de Suporte de Vida: É o conjunto, no todo ou em parte, das reservas de mistura gasosa respiratória, equipamento respiratório, equipamento de descompressão, sistema de controle ambiental, aquecimento ou refrigeração e outros equipamentos destinados a providenciar um ambiente seguro para a saúde dos mergulhadores; 

 

Supervisor de Mergulho Raso ou Profundo: Mergulhador habilitado, em curso específico para a função, responsável direto pelo planejamento, pela coordenação e pelo controle da operação subaquática, bem como pela equipe de mergulho, designado pelo empregador e reconhecido pela Autoridade Marítima competente, para supervisionar a operação de mergulho, o cumprimento das normas vigentes e os procedimentos de segurança, saúde e meio ambiente, podendo ser substituído por outro supervisor ou pelo superintendente de mergulho, cabendo assumir, na íntegra, as funções do superintendente na ausência deste. 

 

Superintendente de Mergulho Raso ou Profundo: É o supervisor de mergulho qualificado pela empresa para representá-la, quando no impedimento do supervisor (raso ou profundo), sendo o principal representante entre o contratado e o contratante, fazendo cumprir as normas vigentes e os procedimentos da empresa, a bordo de qualquer unidade.

Default Image

Mergulho Autônomo: É todo o mergulho em que o mergulhador transporta o equipamento que lhe fornece a mistura respiratória preso às costas, como única fonte de respiração. 

 

Mergulho Dependente: É todo o mergulho em que a mistura respiratória é fornecida ao mergulhador através de um umbilical, vindo da superfície, sendo obrigatório à utilização do equipamento autônomo como emergência. 

 

Mergulho Raso: É todo mergulho de intervenção realizado até a profundidade de 50 (cinqüenta) metros, utilizando ar atmosférico natural, comprimido, como fonte de respiração, podendo ser efetuado com equipamento autônomo, onde o mergulhador transporta a mistura respiratória preso às costas, como única fonte de respiração, limitado comercialmente a 20 metros de profundidade, ou equipamento dependente, cuja fonte de respiração principal é levada através de um umbilical, vindo de um tanque de volume ligado a um compressor de ar comprimido, em conjunto com o equipamento autônomo que só será utilizado em caso de emergência. 

 

Mergulho Profundo: É todo mergulho de intervenção, realizado em profundidade superior a 50 (cinqüenta) metros, utilizando misturas respiratórias artificiais, podendo ser realizado com sinete ou sino (aberto/fechado), para períodos de curta duração e exclusivamente com sino fechado quando for utilizada a técnica de saturação. 

 

Mergulho de Intervenção: É toda operação subaquática, caracterizada pelas seguintes condições:

- Utilizando ar comprimido, para mergulhos até 50 (cinqüenta) metros, com ou sem o emprego do sino de mergulho (aberto ou fechado) ou sinete;

- Utilizando mistura respiratória artificial, com a utilização do sino de mergulho (aberto ou fechado) ou sinete, não podendo ultrapassar a profundidade de 90 (noventa) metros, porém, o tempo de trabalho submerso, é limitado a valores que não necessitem o emprego da técnica de saturação;

- Utilizando mistura respiratória artificial, exclusivamente com a utilização de sino de mergulho fechado, para qualquer profundidade, quando a técnica de saturação é requerida.

- Roupa de neoprene com circulação de água quente, para sinete ou sino aberto, e roupa seca, com macacão de lã por baixo e/ou roupa de água quente para sino fechado. 

 

Mergulho Saturado: Operação na qual o mergulhador é exposto à pressão, por tempo suficiente para que seu organismo atinja o limite da capacidade de absorção do gás inerte, utilizado na mistura respiratória artificial. Durante esse período o mergulhador pode ser levado para o local de trabalho por meio de um sino de mergulho, retornando à câmara hiperbárica (de vida) sem a necessidade de efetuar descompressão, a qual será realizada apenas no final da operação.

Default Image

 

Molhada: é a roupa de neoprene ou similar, que permite a entrada de água, em profundidades de até 50 (cinqüenta) metros: 

 

Seca: é a roupa de neoprene ou similar, hermeticamente fechada e que é utilizada em conjunto com um macacão de lã ou similar, por baixo, para mergulhos de intervenção em profundidades de até 90 (noventa) metros. 

 

Água quente: é a roupa de neoprene ou similar que possui uma válvula com engate rápido onde e conectada a mangueira da superfície, vinda com seu umbilical e com um sistema de tubulações flexíveis, por onde circula a água quente, que é aquecida pela superfície e que forçada para abaixo do nível da superfície por uma bomba d’água, sendo possível alterar sua temperatura através de um termostato, podendo ser utilizada em qualquer profundidade, mas é utilizada obrigatoriamente nos mergulhos saturados. 

 

Sino de Mergulho Fechado: É uma câmara hiperbárica submersível especialmente projetada para trabalhos submersos, com espaço adequado para o número de ocupantes, devido aos seus complexos equipamentos, considerando o tipo e a duração da operação de mergulho, sendo utilizada para transferir mergulhadores sob pressão da câmara hiperbárica para o local de trabalho e vice-versa, sendo providos de proteção contra avarias mecânicas durante as operações, vigias que permitam ao ocupante observar os mergulhadores do lado de fora e, equipado com um ponto extra para içamento, projetado para suportar todo o peso bruto do sino, quando no seco. 

Sino de Mergulho Aberto / Sinete: Campânula com a parte inferior aberta e provida de estrado, de modo a abrigar e permitir o transporte de, no mínimo, 02 (dois) mergulhadores, da superfície ao local de trabalho e vive-versa devendo possuir sistema próprio de comunicação, suprimento de gases de emergência e vigias que permitam a observação de seu exterior;

Nota: O sino aberto e seus complementos têm que ser construídos a partir de projeto ergonométrico que atenda às condições de segurança do trabalho.

Sistema de Evacuação Hiperbárico: Sistema destinado ao abandono de uma unidade de mergulho, dotado de câmara hiperbárica de resgate e/ou baleeira de resgate hiperbárico, com sistema de monitoramento de sobrevida, por meio do qual os mergulhadores sob pressão podem ser evacuados em segurança para um Ambiente Receptor.

Sistema de Lançamento: É o conjunto de equipamentos necessários, instalados no convés da embarcação ou estrutura flutuante ou fixa para a movimentação (levantar, baixar e transportar) do sino de mergulho/câmara ou baleeira de resgate hiperbárica, veículo submersível dirigível, tripulado ou não ou traje submarino de pressão atmosférica, com a finalidade de lançá-lo ao mar e vice-versa.

Default Image

Uma vez que a respiração no nível celular continua ocorrendo enquanto houver demanda de oxigênio suficiente nos pulmões, mesmo sem o contato com o ar atmosférico, os seres pulmonados podem sobreviver em apnéia durante alguns minutos. Algumas baleias podem permanecer em apnéia por mais de 60 minutos, enquanto que os seres humanos, em média, suportam cerca de 2 minutos. Alguns atletas especialistas conseguem ultrapassar os 5 minutos, mantendo a lucidez.

Apnéia pode também designar um esporte que abrange diversas modalidades, as quais consistem basicamente no atleta permanecer o maior tempo submerso ou percorrer a maior distância ou profundidade sob a água e sem o auxílio de equipamentos para a respiração, ou seja, apenas com a reserva de ar de seus pulmões. Este esporte também é chamado de mergulho livre e pode ser praticado em piscinas, rios, lagos ou no mar. 

 

A atividade de mergulho profissional, como qualquer outro tipo de mergulho onde se respira o gás comprimido, requer o cumprimento de regras e normas pré-estabelecidas. Normalmente esta atividade é supervisionada por um mergulhador designado supervisor de mergulho (raso ou profundo), que é o responsável por controlar todas as operações e tomar as devidas precauções aplicáveis às circunstâncias, para a segurança dos mergulhadores. Com base em tabelas de mergulho o supervisor de mergulho decide face à profundidade, qual a duração de um trabalho subaquático, os níveis dos patamares de descompressão, bem como o tempo a permanecer em cada um deles.

Esta supervisão tem em vista a segurança do mergulhador relativamente à exposição ao nitrogênio, no caso do mergulho raso, ou ao hélio (ou a outros gases inertes), no caso do mergulho profundo, e a sua consequente absorção pelos tecidos do corpo humano. A quantidade total de nitrogênio ou outros gases absorvidos é tanto maior, quanto maior for a profundidade e duração do mergulho. Deve também garantir que, no fim do trabalho, a subida se faça a uma velocidade controlada, garantindo que sejam efetuadas paradas para que a descompressão gradual e progressiva da carga gasosa, até se atingirem níveis seguros de concentração residual de nitrogênio ou outros gases inertes, que foram absorvidos pelos líquidos e tecidos do corpo humano, de forma a evitar doenças descompressivas, como embolia gasosa arterial, barotraumas, etc. Nota: A descompressão nada mais é do que a eliminação do gás inerte respirado, através da respiração (pulmões). O mergulhador profissional tem que ser qualificado e legalmente habilitado para a realização de trabalhos submersos, cursados em Escolas Credenciadas pela Autoridade Marítima Brasileira. 

 

No mergulho profissional comercial existem duas classes de mergulhadores:

- Mergulhador Raso: Profissional qualificado para mergulhar até a profundidade de 50 metros, com emprego de equipamento autônomo e dependente, onde a fonte de respiração é o ar atmosférico natural comprimido. 

- Mergulhador Profundo: Profissional qualificado para mergulhar nas profundidades superiores a 50 metros, com a utilização de sinete, sino aberto ou sino fechado e utilizando de uma mistura gasosa artificial como fonte de respiração.

 

 

Pagina 2 de 3